quinta-feira, 20 de março de 2014

Sabe lá o que é não ter e ter que ter pra dar

O meu filho Pedro tem quase 25 anos e eu 50. Metade da minha vida dedicada a um filho?, ahhh sim, e quando penso, acho que faria tudo igual, erros e acertos, pois que os senti a cada momento como a porta certa, o caminho a seguir. 
Banco BPI
NIB:         0010 0000 5031 7230 0013 6
IBAN: PT 50 0010 0000 5031 7230 0013 6
ou através da conta Pay Pal 
 anamartins.com@gmail.com 
No final, sei que fiz um grande trabalho com este filho, que lhe ensinei e lhe dei muito mais alma que é expectável, mas isso, qualquer mãe de autista poderá dizer o mesmo: somos feitas da mesma massa e não desistimos à primeira pancada da vida, nem à segunda e à terceira, já criamos um calo bem eficaz que por vezes faz vislumbrar uma quasi-capa de super-mulher. Mas o Pai Natal não existe e a super-mulher também não. 
Hoje é o meu dia de atirar a toalha ao chão. Sinto-me triste por escrever estas palavras e ter de recorrer às redes sociais (ver aqui página FB Ajudar Pedro e Ana), não para colocar uma foto bonitinha do meu filho lindo, mas para fazer um pedido difícil: Há muito tempo que luto para conseguir sobreviver sem dinheiro. Não estou a conseguir (ou não estou a conseguir suportar a situação por mais tempo). Estou em falta com a associação de autistas onde o meu filho está durante a semana, a APPDA-Lisboa, tenho muitas mensalidades em atraso e é urgente regularizar esta situação. Preciso de ajuda para pagar esta conta, sob a pena do meu filho perder toda a qualidade de vida que tem neste momento. 
O Pedro frequenta a APPDA-Lisboa desde os seus 18 anos e após o período inicial (que foi difícil, até talvez mais para mim que para ele), a adaptação foi muito importante para o seu bem-estar e até para a sua saúde mental. Tem fases muito complicadas, de grande violência que tenho tremenda dificuldade em contornar (quando consigo contornar ou até controlar), mas nesta fase está tão tranquilo e feliz que me dá uma imensa pena saber que ele se apercebe do que se passa - apesar de eu tentar disfarçar, anda ansioso mas sinto que não 'estica mais a corda' porque vê que eu não aguento... e o não ter capacidade financeira para poder fazer mais...



Sei que estas palavras são fruto de um grande desespero, como canta Djavan: "Sabe lá o que é não ter e ter que ter pra dar", vou deixar aqui o meu apelo e quem me puder ajudar a ajudar o meu filho, é só isso que peço. 

Muito grata,




NIB:             0010 0000 5031 7230 0013 6
IBAN: PT 50 0010 0000 5031 7230 0013 6
ou através da conta Pay Pal  
anamartins.com@gmail.com




clique para ouvir Djavan


Djavan - Esquinas




4 comentários:

Silvana Resende disse...

Done! Ana, desejo-lhe o máximo da vida que contempla, claro está, o seu filhote! Grande abraço,
Silvana e Tito

Cristina Stuiver disse...

Ana Martins, não está sozinha e conheço bem o seu percurso, em tudo tão semelhante ao meu. A ajuda não vai tardar. Um beijo muito grande

Cristina Stuiver

Cristina Stuiver disse...

Vergonha não é pedir para ajudar um filho, vergonha é ter que pedir ajuda porque ninguém vê. Conheço o seu caminho tão igual ao meu... A ajuda vai chegar!

Beijos

Cristina Stuiver

shirley diniz disse...

Não sei bem o que posso fazer, mas sei que farei algo. Amiga, te conheço bem e sei que para ter feito este post é por que já está no limite do desespero, você é uma pessoa abençoada e conseguirá seu objetivo!!!
Amo você do fundo do meu coração!!!
<3 <3 <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...